João Costa confirma domínio e vence as PokerStars Portugal Poker Series da Figueira

ps_news_thn.jpgFoi um domínio quase total do princípio ao fim! E só não podemos afirmar que foi mesmo de uma ponta à outra porque, a espaços, por uma vez no Dia 2 e, depois, durante um breve período na mesa final, João Costa perdeu a chip lead. Mas, excetuando esses breves instantes, o nome que figurou no topo da chip count durante quase todo o tempo foi o de João Costa! E foi também o seu nome que ficou gravado na história das PokerStars Portugal Poker Series como vencedor do segundo evento do mais recente circuito internacional da maior sala de poker online do Mundo, realizado este fim-de-semana na Figueira da Foz.

Foi uma prestação impressionante, sobretudo para quem deu neste torneio de €700+€70 de buy in os seus primeiros passos num torneio de poker ao vivo. João Costa jogou o Dia 1A, onde arrecadou mais de 25% das fichas em jogo, usou a vantagem no Dia 2 para colocar pressão sobre os adversários nas duas extremamente longas bubbles do Dia 2 e soube ser paciente quando as coisas não lhe correram tão bem na mesa final. Para quem fazia a sua estreia, revelou capacidades e sangue frio ao nível de um verdadeiro profissional. Mereceu, portanto, os €24.640 que estavam destinados ao vencedor, a maior fatia de um bolo total de €89.630.

"Foi nessa altura, em que estávamos apenas quatro, que fizemos o acordo, o que foi um pouco triste para mim, pois foi na altura em que eu era o short stacked. Mas não valia a pena inventar. Os saltos nos prémios eram muito grandes e era melhor assim", disse João Costa após receber o troféu de vencedor.

João_Costa_Troféu.JPG

João Costa exibe o troféu de vencedor

"O heads up começou mal, desci a 300.000 e tive de começar a jogar em shove-fold. Depois de dobrar mudei o meu jogo e correu bem", explicou, antes de deixar a promessa: "Agora vou começar a vir jogar os torneios ao vivo. Gostei de conhecer a malta e quero mostrar que isto não foi por acaso".

João_Costa_Mão_Vencedora.JPG

João Costa, 1.º lugar, €24.640

A primeira eliminação desta mesa final deu-se ao cabo de apenas 5 minutos, quando Alexandrino Caldeira respondeu com re-raise all in a um raise de Paulo Nunes no botão. O vencedor do Main Evento do PokerStars Solverde Poker Season 2009 aceitou o repto e deu call com T♦T♥ para a corrida contra o K♦Q♣ de Alexandrino e a board não ajudou o arquitecto, de 38 anos, que embolsou os €3.370 referentes ao 8.º lugar.

alexandrino-caldeira-PPS_Fig.jpg

Alexandrino Caldeira, 8.º lugar, €3.370

Seguiu-se, depois, um breve período de pouca ação, com os jogadores a actuarem de forma cautelosa e onde raramente se jogou um flop. Até que Luís Barbosa decidiu arriscar as suas últimas fichas indo all in na small blind com K♣J♥ para se ver dominado pelo K♠Q♦ de Miguel Pereira que deu call na big blind. A baord 2♦T♣9♣9♥5♣ ditou a eliminação do jogador do Porto em 7.º lugar com €4.260.

luis-barbosa-PPS_Fig.jpg

Luís Barbosa, 7.º lugar, €4.260

A eliminação de Barbosa pareceu espevitar os jogadores e apenas 5 minutos depois era Paulo Nunes quem abandonava a mesa final na 6.ª posição com €5.150. Um cooler no turn de uma board com 8♦4♦6♠9♥ que dava dois pares ao 8♥6♥ de Nunes, inferiores, no entanto, aos dois pares de Pedro Reis que abrira o pote no cutoff com 9♠6♦.

paulo-nunes-PPS_Fig.jpg

Paulo Nunes, 6.º lugar, €5.150

Seguiu-se um novo período de acalmia, onde o destaque foi para Henrique Custódio que, de mais short stacked da mesa, reentrou na luta depois de um double-up contra Pedro Reis e, mais tarde, eliminando Luís Fernandes que levou longe demais uma guerra de blinds com o seu T♣2♠. Custódio deu call com A♠4♦ e a board não alterou o seu favoritismo, atirando Luís Fernandes para fora das PPS Figueira no 5.º lugar com €6.270. Nada mau, para quem conquistou a sua entrada num satélite online de €100+€9 na PokerStars!

luis-fernandes-PPS_Fig.jpg

Luís Fernandes, 5.º lugar, €6.270

Instantes depois, os jogadores decidiram interromper o torneio para discutirem um possível chip-chop e o facto de o acordo ter sido alcançado ajudou, naturalmente, ao acelerar dos acontecimentos. Pedro Reis sairia, depois, em 4.º lugar com €7.620 depois de arriscar tudo pré-flop com A♣3♠, julgando que o raise de Miguel Pereira no cutoff se tratava de um movimento de roubo de blinds. Não era e este deu call com A♠Q♠, recolhendo o pote com Ás carta mais alta depois de as cinco cartas da board não acertarem em nenhum dos jogadores.

pedro-reis-PPS_Fig.jpg

Pedro Reis, 4.º lugar, €7.620

Por esta altura, Miguel Pereira chegava à liderança, seguido de perto por Henrique Custódio, enquanto João Costa parecia não conseguir descolar das cerca de 400.000 fichas que posuía. Foi então que o chip leader dos Dias 1A e 2 conseguiu regressar ao topo, dobrando às custas de Pereira.

Reduzido a 300.000 fichas, Miguel Pereira abriu no botão com A♣K♣ e Henrique Custódio, depois do call de João Costa na small blind, subiu para 110.000. Pereira anunciou all in e apenas Custódio aceitou a corrida com o seu T♦T♠ que se aguentou na board 6♣2♣2♥Q♠3♥. Miguel Pereira saía, assim, em 3.º lugar com €9.190.

miguel-pereira-PPS_Fig.jpg

Miguel Pereira, 3.º lugar, €9.190

Nesta altura, Henrique Custódio dominava a disputa com 1.300.000 fichas, mais do dobro das 600.000 de João Costa. Porém, uma série de mãos em que Costa conseguiu extrair valor variando o seu jogo e induzindo o adversário a dar calls complicados inverteram os acontecimentos e, quando se apanhou novamente em vantagem, Costa começou a jogar em 3-bet shove. À terceira, Custódio aceitou a corrida com A♥7♥ contra os 6♦6♣ e a board Q♦J♦8♦T♥6♥ ditou a eliminação de Henrique Custódio em 2.º lugar com um prémio de €15.700.

henrique-custodio-PPS_Fig.jpg

Henrique Custódio

Podes recordar os momentos decisivos deste heads up através deste link para a coberturta ao vivo da mesa final. Da nossa parte, resta-nos despedirmo-nos da Figueira da Foz, não sem antes deixar dois agradecimentos: Em primeiro lugar, a todos os que nos acompanharam aí em casa; Em segundo lugar, ao PokerPT.com pela cedência de fotos. Fica ainda com a lista de 15 premiados deste torneio:

1.º - €24.640 - João Costa
2.º - €15.700 - Henrique Custódio
3.º - €9.190 - Miguel Pereira
4.º - €7.620 - Pedro Reis
5.º - €6.270 - Luís Fernandes
6.º - €5.150 - Paulo Nunes
7.º - €4.260 - Luís Barbosa
8.º - €3.370 - Alexandrino Caldeira
9.º - €2.690 - Luís Cêpa
10.º - €2.020 - Luís Martins
11.º - €2.020 - Tamu Kero
12.º - €2.020 - Carlos Frazão
13.º - €1.560 - Carlos Branco
14.º - €1.560 - Acácio Bispo
15.º - €1.560 - Luís Santos

As PokerStars Portugal Poker Series entram, agora, numa espécie de férias grandes. O regresso está agendado para o Casino de Espinho nos dias 13 a 16 de outubro. Para ficares a par dos satélites e de todas as outras informações, visita a página oficial das Portugal Poker Series.

Related posts