EPT8 Copenhaga: Neuville lidera após surpreendente partida de Weisner

ept-thumb-promo.jpgTal como um vinho barato, o Dia 3 nunca é bom até tragarmos alguns goles dele. Os primeiros níveis foram lentos, com os jogadores a saírem calmamente para a assistência até se chegar à bubble, que não durou mais do que meia dúzia de mãos. Depois, com quatro mesas em ação, abriram-se as hostilidades e, literalmente, começou a acontecer de tudo um pouco, numa loucura que acabou com o honrável Pierre Neuville, vice-campeão do EPT6 Vilamoura, na posição de chip-leader.

O belga é muitas vezes descrito como demasiado boa pessoa para ser um jogador de poker de estilo agressivo. Mas embora possa aparentar ser um jovial amador, não é menos "bruto" que os jovens quando toca a amealhar fichas. O antigo PokerStars Qualifier do Ano (6.ª Temporada) terminou o dia com 780.000 fichas.

pierre_neuville_ept8cop_d3w.jpg

Chip leader, Pierre Neuville

Este foi um dia em que a chip lead nunca pareceu segura, nem os chip leaders. Ao longo de todo o dia, qualquer um de três jogadores parecia prestes a terminar no topo. Mas há qualquer coisa em Copenhaga que faz os jogadores apimentarem os acontecimentos, fazendo-nos rescrever tudo e mais alguma coisa enquanto vamos perdendo boa parte da ação.

A maior surpresa do dia foi a partida de Melanie Weisner. A chip leader no início do Dia 3 estava confiante numa boa prestação e parecia preparada para a conseguir, recuperando a liderança pouco depois de inevitavelmente a ter perdido, antes de, repentinamente, aparecer Steve O'Dwyer nesta história.

melanie_weisner_ept8cop_d3w.jpg

Melanie Weisner

Pela sua parte, O'Dwyer - chip leader do Dia 1 - estava a montar uma grande recuperação. Depois de passar boa parte do dia a gerir a sua stack (reduzida a 45.000), conseguiu recuperar para 200.000 (acabou com 423.500) antes de chocar com Weisner, com os seus ases a aguentarem-se contra o Ás-Dama da norte-americana.

steve_odwyer_ept8cop_d3w.jpg

Steve O'Dwyer

O resultado foi dramático. Weisner ficou reduzida a 90.000 e, eventualmente, foi a sua alma que mais sofreu. Pouco depois, estava a caminho do rail...

E se Neuville não tivesse arrebatado a liderança, provavelmente seria Michael Tureniec a fazer o título desta hitória.

O sueco, que é o campeão em título de Copenhaga, está a conseguir mais uma grande prestação neste semana, que o tem mantido sempre no grupo dos líderes. Até que aquele pote deu a vantagem a Neuville.

Ainda é cedo para fazer prognósticos sobre um eventual primeiro bicampeão, mas Tureniec está a jogar o seu "A-Game"!

michael_tureniec_ept8cop_d3w.jpg

Michael Tureniec

A ele juntam-se hoje vários nomes sonantes.

O texano Spencer Hudson merece uma referência pela sua prestação, que o manteve no Top 5 ao longo de todo o dia. O Team PokerStars Pro Martin Staszko também estará de volta, assim como o companheiro da Team Online Mickey Petersen, outra alma ressuscitada depois de estar reduzido a 7.000 fichas (4 big blinds). Acabou a eliminar Juha Helppi, finalista do ano passado, e a dobrar às custas de Staszko para fechar o dia com 451.500 fichas.

mickey_petersen_ept8cop_d3w.jpg

Mickey Petersen

Hoje joga-se até os 24 sobreviventes ficarem reduzidos a oito, ou seja, ficaremos a saber a composição da mesa final que terá lugar amanhã. Podes consultar a chip count na página da cobertura ao vivo (em inglês) do PokerStars Blog Internacional e acompanhar as principais incidências deste dia em direto através da transmissão EPTlive Lite da PokerStars.tv. Amanhã cá estaremos para te contar quem são os oito finalistas. Até lá, bons flops!

Related posts