EPT8 Berlim: Geshkenbein lidera Dia 1A e Henrique Pinho está no Dia 2

ept-thumb-promo.jpgAntes da tempestade, foi a calmaria. Um total de 243 jogadores compareceram ontem no Hyatt Hotel, a fatia do Dia 1A de um evento com capacidade para receber 1.300 pessoas. Não houve necessidade, no entanto, de uma dúzia de mesas na sala principal ou das 25 mesas reservadas no Casino Spielbank no outro lado da rua. Em vez disso, os jogadores debateram-se durante 10 níveis na sala que recebeu pela primeira vez o EPT Berlim há dois anos atrás, repleta de câmaras de TV.

No final de um dia que contou com vários chip leaders, foi Vladimir Geshkenbein quem empacotou mais fichas no final, encabeçando os 110 sobreviventes com uma stack de 201.600 depois de uma ponta final quase heróica.

vladimir_geshkenbein_ept8ber_d1aw_2.jpg

Vladimir Geshkenbein

Andrew Chen fora o primeiro a colocar-se em vantagem, nos primeiros níveis, depressa sendo ultrapassado pelo canadiano Will Molson. Num ápice viram Sam Chartier passar por ambos e tornar-se no primeiro a atingir os seis dígitos, pouco antes de David Yen se tornar no novo líder.

sam_chartier_ept8ber_d1aw.jpg

Sam Chartier

E conforme o jogo ia prosseguindo, Geshkenbein emergiu no topo da chip count, armado com mais de 170.000 e a misturar duas bebidas igualmente potentes. Aliás, "derramou" fichas durante o nível 10 (mas não as bebidas), deixando a vantagem para Chartier, que depois perdeu as fichas para Weigel deixando-o na frente. Mas no momento em que eram dadas as últimas mãos, o russo ganhou dois enormes potes, arrebatando novamente a liderança, bastante à frente de Weigel. Isso merece mais um copo!

jens_weigel_ept8ber_d1aw.jpg

Chip leader Jens Weigel

Enquanto isso, a feature table dominava as atenções na sala de torneio, com um elenco merecedor de todas as atenções das câmaras, incluindo Barry Greenstein, um dos sete Team PokerStars Pros que conseguiram sobreviver até ao final do dia.

Greenstein, enquanto partilhava no Twitter os seus progressos no alemão, envolveu-se com Molson, Philipp Gruissem, Jan Heitmann e Martin Staszko durante boa parte do dia, passando relativamente incólume. Na verdade, todos eles o conseguiram e regressam para o Dia 2.

barry_greenstein_ept8ber_d1aw.jpg

Barry Greenstein

Mas antes disso teremos o Dia 1B que, se os rumores se revelarem verdadeiros, deverá contar com um field de encher a sala até rebentar pelas costuras e ainda ocupar várias mesas no Spielbank no outro lado da rua. Só a fila para as inscrições deve ser memorável.

Entre eles deverão estar vários portugueses, enquanto uma mão cheia deles preferiu as "águas" mais calmas de ontem e carimbou desde já o passaporte para o Dia 2. Entre eles está o Team PokerStars Pro Henrique Pinho com 22.100 fichas, depois de um dia em que a sua stack foi uma verdadeira montanha russa. "Ty all guys. O Dia 2 vai correr melhor", prometeu através do Facebook.

Henrique_Pinho_Berlin_1A.jpg

Henrique Pinho

Com o Team Pro português estarão Renato Almeida (86.100 fichas), Carlos Oliveira (56.800), André Santos (40.000) e Diogo Cardoso (16.000). Pelo caminho ficaram Tomé Moreira e Pedro Zagalo.

Podes acompanhar as principais incidências do Dia 1B deste torneio através da cobertura ao vivo (em inglês) do PokerStars Blog internacional, assim como as chip counts regularmente atualizadas e a lista dos prémios assim que estiver disponível. O "sumo" de toda essa informação estará também no próximo resumo do dia desta etapa do European Poker Tour de Berlim. Até lá, bons flops!

berlin_evening_ept8ber_d1aw.jpg

Berlim by night

*Todas as fotos têm os direitos reservados por Neil Stoddart

Related posts