EPT Londres: Claudio Cecchi lidera no final do Dia 1B

ept-thumb-promo.jpgOs estereótipos são ofensivos e chatos. Ofensivos porque categorizam gigantes massas de pessoas como agindo e pensando da mesma forma, colocando no mesmo saco centenas de milhar de pessoas que, por uma mero acaso, partilham o local de nascimento, uma herança ou um conjunto de crenças. São chatos porque tendem a ter uma pontinha de verdade em si. Por exemplo, os americanos têm um estereótipo em relação aos ingleses, que diz que os britânicos têm maus dentes. É tão ofensivo como, de certa forma, meio verdadeiro. Eles não têm culpa de ter enormes lojas de doces e gostarem de os estragar por opção. E no EPT Londres, num field recorde de participações, está um grupo de jogadores capazes de adoçar a boca a qualquer adepto de poker, britânico ou de qualquer outro lugar. Qualquer um fica louco com a qualidade dos jogadores de todo o Mundo que ali estão. Negreanu, Hachem, Ivey, Minieri, Raymer, Obrestad, Demidov. Diz um nome e ele está lá. A maioria foram cansados, testados e marcados como favoritos no passado, mas o chip leader do Dia 1, Claudio Cecchi, não é um deles. Recentemente terminou o EPT Vilamoura em 21º lugar e fez um 16.º lugar em Barcelona já em 2008. Mas esta é a sua primeira vez debaixo dos holofotes de um grande torneio.

Claudio-Cecchi-EPT-London.jpg

Claudio Cechi foi às lágrimas depois de acabar o Dia 1 como chip leader

O italiano fez uma ponta final incrível para terminar com um quarto de milhão de fichas numa série de três grandes mãos. Teve ases contra reis, atingiu um set no flop contra flush draw e depois deu um suck out com damas contra reis. As coisas abrandaram ligeiramente pouco depois (nem podia ser de outra forma) e terminou o dia com 237.500 fichas. E isso é uma proeza dado que os 509 jogadores do Dia 1B superaram os 339 de ontem para estabelecer um novo recorde de participantes no EPT Londres em 848, o que deu origem a um prize pool de £4.112.800. Mesmo atrás do italiano está o chip leader do Dia 1A, Soheb Porbandarwala, que trará 218.600 fichas para o Dia 2 (que começa pelo meio-dia). Outros dos jogadores com uma grande prestação no dia de hoje foram David Vamplew (205.500) e Tony Cascarino (181.400). Cerca de 235 jogadores chegaram ao final do dia, o que adicionados aos 146 de ontem significa que o Dia 2 contará com 381 jogadores no seu início.

Tony-Cascarino-EPT-London.jpg

Tony Cascarino terminou o Dia 1B em 3.º lugar do chip count

Como sempre, há doces que nunca experimentaste e que acabas por achar extremamente agradáveis, enquanto outros necessitam de umas quantas mastigadelas avaliadoras antes de conseguires emitir uma opinião. Iremos descobrir ao longo dos próximos dias o que achamos daqueles que terminaram melhor posicionados no chip count de hoje. Outros "sabores" familares que cumpriram o objectivo de chegar ao Dia 2 foram os Team PokerStars Pros Daniel Negreanu (122.200), Joe Hachem (108.400), André Akkari (29.800), Ahn Nguyen (24.700), Juan Maceiras (62.000), Sebastian Ruthenberg (53.800), Chad Brown (45.600), Noah Boeken (78.200), Richard Toth (48.900) e Salvatore Bonavena (107.100).

Daniel-Negreanu-EPT-London.jpg

Daniel Negreanu é apenas um dos grandes nomes a passar ao Dia 2

Phil-Ivey-EPT-London.jpg

Phil Ivey terminou o dia com 117.900 fichas

Muitos dos jogadores que acorrem a este evento vêem-no apenas como uma das principais etapas do European Poker Tour, não se apercebendo que o mesmo está envolvido em algo maior e melhor. Não se trata apenas do EPT Londres, mas também da grand Final do UKIPT. O UKIPT teve início em Galway, em Dezembro, e disputou-se ao longo de 8 eventos que culminam neste £5.000 Main Event de Londres. Alguns jogadores fizeram nome no circuito e continuam em jogo, incluindo Jamie Burland (112.100), Femi Fakinle (78.000) e Mick Graydon (66.400). Ainda há muitos outros britâicos e irlandeses com uma palavra a dizer, tais como os Team PokerStars Pros Jude Ainsworth (163.500) e JP Kelly (121.100), bem como Cascarino, Fintan Gavin, Sam Trickett (98.100) e Dave Ulliott (54.000). Liv Boeree terminou um pouco acima da média com 76.500, o que pode ser considerado como uma primeira aparição de sucesso com as cores da PokerStars.

Liv-Boeree-EPT-London.jpg

Liv Boeree teve um primeiro dia de sucesso com as cores da PokerStars

E o Dia 1B contou também com a participação de cinco jogadores portugueses, entre os quais o Team PokerStars Pro João Nunes, que não conseguiu carimbar a passagem ao Dia 2. O torneio de "Jomané" chegou ao fim já no Nível 9, quando o Team PokerStars Pro estava reduzido a 6.000 fichas e decidiu empurrá-las todas com A♠7♣ depois de um adversário fazer raise para 2.600 em middle position. Este deu call com 2♠2♥ e a board trouxe K♦T♠4♦6♥4♠ eliminando Nunes à beira do final do dia.

_MG_5442_João_Nunes_EPT7VIL_Neil_Stoddart.jpg

Team PokerStars Pro João Nunes foi eliminado no último nível do dia

Entre os restante portugueses, Ayaz Manji, Michel Dattani e Tomé Moreira também não lograram passar ao Dia 2. O único que o conseguiu foi António Palma, com 115.000 fichas, que se junta assim a Daniel Pacheco e Fernando Brito no Dia 2.

A acção recomeça esta sexta-feira ao meio-dia (hora local e em Portugal Continental) no London Hilton Metropole e, como sempre, o blog português da PokerStars irá trazer-te um resumo dos principais acontecimentos no final do dia. Durante a acção podes acompanhar a cobertura ao vivo dos nossos companheiros do PokerStarsBlog.com.

Related posts