EPT Varsóvia: pequeno, mas bem formado

Com 99 jogadores iniciando o Dia 1A aqui em Varsóvia, nos questionávamos se no fim do dia já estaremos reduzidos à Mesa Final. Assim é o massacre geralmente associado ao EPT, no qual, mesmo com pilhas iniciais de 10.000 fichas e níveis de uma hora, não seria estranho se 90 jogadores logo estivessem partindo.

Quando aconteceu, nossos medos se mostraram infundados. Quando o Diretor do Torneio instituiu uma pausa para procedimentos, 53 jogadores receberam sacolas plásticas para guardar suas fichas até o Dia 2 da Segunda-feira.

_MG_6670_Neil Stoddart.jpg

Entre eles estavam algumas figuras familiares no EPT, incluindo a estrela norueguesa Johnny Lodden, que se manteve em boa forma correndo durante todo o caminho das margens do Danúbio em Budapeste, no ínício do mês, até Vistula, na Polônia.


Assista: EPT Varsóvia 08: Entrevista com Johnny Lodden no PokerStars.tv

Lodden foi reduzido a 5.000 a uma certa altura, antes de se recuperar dramaticamente – graças a reis e áses em sucessivas mãos. No fim do dia ele estava no topo da Tabela de Líderes. Quando as cortinas caíram, Lodden roubava a cena: as lendas de suas sete mãos aumentando violentamente se puseram a caminho da sala de imprensa. Ele está confiante e de volta ao combate.

Também vimos Antony Lellouche se aproximar da liderança de fichas antes, e ele estava de volta em boa forma hoje muito cedo. Na segunda mão do torneio, Lellouche encontrou reis e conseguiu ver toda a pilha do oponente no centro. A razão? Seu oponente tinha áses e estava de vento em popa, até que um rei veio no turn e Lellouche nem pensou duas vezes. Ele construiu aquele double up para repetir durante o dia. Esse jogador é outro líder aqui.

O classificado PokerStars Sergey Shcherbatskiy, da Rússia, também está na mistura, assim como seu compatriota Serguei Pomerantsev, que aprendeu que o ataque é a melhor defesa numa mesa de touros.


_MG_0031_Neil Stoddart.jpg
Serguei Pomerantsev

Ele e o classificado PokerStars Richard Gryko sentaram-se um ao lado do outro durante o dia, ambos alimentando suas pilhas crescentes. Quando Ilari Sahamies uniu-se a eles no mesmo final da mesa, Pomerantsev logo mandou Ziigmund fazer as malas, com ás-rei vencendo ás-dama.

Nem todos poderiam permanecer sorrindo no dia. Depois de uma corrida brilhante da World Series através de Budapeste, a boa maré de Kara Scott baixou em Varsóvia.


_MG_9862_Neil Stoddart.jpg
Kara Scott

Seus áses simplesmente não conseguiram fazer frente aos reis de Arnaud Mattern. Ela logo foi para o rail, junto com o Rei da Hungria William Fry, que não pôde dar continuidade à sua fantástica estréia em Budapeste. Ele também acabou sendo deposto.

Se os rumores forem dignos de crédito, o dia de amanhã exterminará ainda mais jogadores. Depois da conclusão em Amsterdã, haverá uma série de jogadores promissores partindo rumo à Polônia para o Dia 1B. Mas amanhã é outro dia, e ainda há muito para ler e ver sobre este aqui. Clique em qualquer um dos links abaixo para acessar as notícias de hoje (em Inglês).

Poland braced for day 1a
Doubling up and going home
The stomach for it
Action stations
Small-ball poker
Assasinato assassinated
Looking disaster in the face
Heavyweights – Gavin Griffin and Ilari Sahamies
A surprise evening off
Lodden loading up again
From Budapest to Warsaw
Post-prandial exertions
The celebrity table
Pressing ahead
Mattern pays overtime
Seven bets for seven pots

E não se esqueça, tudo isso está disponível em línguas que muitos leitores nem mesmo podem entender. A menos que realmente as dominem. Em todo caso, você pode acessar também a cobertura em Polonês, Húngaro, Sueco ou Alemão.

Caso prefira a telinha, então o PokerStars.tv é o lugar ideal.

E uma vez que tudo isso foi feito, volte para ação de amanhã. Enquanto isso, boa noite, Varsóvia.

_MG_9904_Neil Stoddart.jpg

Related posts