LAPT San José: Fee coleta sua taxa na Costa Rica

|

Se não fosse pela evidente habilidade de Ryan Fee no poker, um observador comum poderia pensar estar diante do cara mais sortudo da Costa Rica. Ele se sente bem com tudo isso. Afinal, Fee acabou de ganhar mais de $ 200.000,00. O jovem de 20 anos da Filadélfia, Pensilvânia, levou menos de quatro horas hoje para destruir a Mesa Final da 2ª Temporada do LAPT San José.

_IJ23451.jpg

Fee estava em meio a 219 jogadores que vieram do outro lado da rua e também de todas as partes do mundo para o Ramada Herradura, aqui na Costa Rica, para garantir o total de prêmios de $1 milhão. O evento de três dias deixou todos abismados logo no Dia 1, com uma eliminação de 83% do campo em 12 horas. O Dia 2 demorou bem mais. Ninguém poderia imaginar quanto tempo levaria para termos o vencedor da Mesa Final desta 2ª Temporada.

A Mesa Final foi uma divertida mistura de jovens profissionais da internet, uma honrada dama Costa Riquenha com um bracelete da World Series, e muitos viajantes de várias partes do mundo. Veja algumas imagens do início do dia, capturadas pela nossa equipe de vídeo-blog.


Assista: LAPT San José 08: Introdução do Dia Final no PokerStars.tv

A favorita da platéia era fácil de ser identificada. Maria Stern é uma das jogadoras mais famosas em seu país. Ela e seu marido, Max, foram fundo no evento. Max foi eliminado perto do dinheiro e ficou para assistir sua esposa batalhar seu caminho até a Mesa Final. Com uma pilha pequena por dois dias, Maria Stern mostrou a todos como fazê-la durar tanto tempo.

Depois de ter ficado com tão poucas fichas, ela não podia simplesmente fazer um aumento de aposta padrão sem comprometê-las. Então Stern colocou suas 116.000 fichas no centro da mesa, mas bateu no par de damas de Jeff Petronack. A mesa veio 4h-5c-3d-Td-6c e Stern, que também recebeu prêmio em dinheiro aqui na 1ª Temporada, terminou em 8ª colocação, embolsando mais $24.425,00.

_IJG0548.jpg

Embora Claus Rasmussen seja muito querido, ele obteve uma má reputação ontem por lever mais tempo do que o normal para decidir. A decisão final de hoje foi bem mais fácil. Com blinds em 6.000/12.000/1.000, cada órbita estava lhe custando 25.000. Com menos de 100.000 fichas, ele foi all-in com Qd-7d, mas se deu mal contra o par de reis de Joel Micka. Embora Rasmussen tenha recebido uma dama no flop, ele não conseguiu melhorar e saiu em sétimo lugar.


Assista: LAPT San José 08: Claus Busts no PokerStars.tv

_IJG0562.jpg

Claus Rasmussen

Seria então a vez do eventual campeão Ryan Fee gozar uma boa sorte que qualquer um invejaria. FEE foi all-in com As-Ks contra Ah-Kh de Jeff Petronack. Você acha que já sabe o que vai contecer, não é mesmo? Bem, você não sabe nem metade da história. Primeiro, Fee fez um nut flush no flop. Então esse flush virou Royal Flush. Então, só para esfregar o sal nas feridas de Petronack, a mesa trouxe um straight flush. Foi nesse momento que Petronack fez um straight flush oito a dama, mas perdeu para o Royal Flush de Fee. Petronack ganhou mais de $ 43.000 por sua sexta colocação.

_IJ23404.jpg

Jeff Petronack (à esquerda) sorri quando Fee recebe seu milagre.

Fee estava sentido. Era óbvio. Não foi uma surpresa muito grande quando ele recebeu par de oito e foi all-in contra damas de Andre Chen. E, francamente, não foi nenhuma surpresa quando a mesa 6c-4h-5s-7d-x deu um straight para Fee. Chen levou $61.000,00 mas parecia que ele tinha levado um tiro de anticongelante.

_IJG0571.jpg

A mão colocou Fee na marca de mais de 1 milhão de fichas “Eu sou bom mesmo em sugar”, disse, brincalhão.

Não dando descanso para sua sorte, Fee parecia agitado quando pagou o all-in da pequena pilha de Jesus Bertoli. Desta vez, Fee tinha Ks-Qs contra Ad-3s de Bertoli. Novamente, já parecia casual ver o flop trazer par mais alto para Fee que mandou o Venezuelano para a fila de pagamentos. Bertoli recebeu $80.603,00 por terminar na 4ª colocação.

_IJG0584.jpg

Jesus Bertoli

Finalmente, Fee descansou por um tempo e deixou seu colega de 20 anos de idade, o Americano Joel Micka, trabalhar um pouco. Foi quando Brett Sheribon empurrou sua pequena pilha no centro da mesa com Qd-Td. Micka pagou o big blind com um par de dois. Sheirbon não conseguiu fazer um par e ficou em terceiro lugar, levando $109.913,00.

_IJG0593.jpg

Joel Micka e Ryan Fee fizeram uma pequena pausa para negociar. Embora os termos exatos do acordo não tivessem sido publicamente divulgados, os jogadores se basearam na contagem de fichas, deixarando uma boa parcela do dinheiro para ser disputada na mesa. E não demorou muito. Na mão final, os jogadores entraram fazendo aumentos e mais aumentos, o que terminou com todas as fichas no meio. Tínhamos 4s-4c para Micka e As-Th para Fee.

_IJG0603.jpg

Joel Micka

Se prestou bastante atenção, você deve ter notado que não importa que Fee tenha errado as quarto primeiras cartas na mesa. Ele ainda tinha o river para agulhar o seu ás, e neste caso, o ás de copas. Com um característico movimento de punho cerrado, Fee havia conseguido. Ele venceu seu primeiro evento na 2ª Temporada do LAPT.

_IJG0613.jpg

Os pagamentos oficiais podem ser encontrados na Página de Prêmios (em Inglês).

A próxima parada do LAPT será no México, no próximo mês (em Inglês). Satélites estão ocorrendo agora no PokerStars.com.

Para uma cobertura completa de San José, visite os links abaixo (em Inglês). Nos vemos no México!

Mesa Final do LAPT San José
LAPT San José: Atualizações do Nível 18 (continua)
LAPT San José: Atualizações do Nível 19
LAPT San José: Atualizações do Nível 20
LAPT San José: LAPT San José: Atualizações do Nível 18

Todas as fotografias por Joe Giron/IMPDI






About this Entry

This page contains a single entry by PokerStars published on novembro 5, 2008 5:47 PM.

LAPT San José: Dia 2 nem tão simples quanto parece was the previous entry in this blog.

World Series 2008: mano-a-mano do PokerStars pelo bracelete is the next entry in this blog.

Find recent content on the main index or look in the archives to find all content.